Postagens

Mostrando postagens de Novembro 13, 2009

A Comissão Mista de Orçamento aprovou nesta quinta-feira o relatório preliminar da proposta orçamentária para 2010

Imagem
Foto: Elton Bomfim
A Comissão Mista de Orçamento aprovou nesta quinta-feira o relatório preliminar da proposta orçamentária para 2010 com um aumento do valor que cada parlamentar pode apresentar em emendas individuais de R$ 10 milhões para R$ 12,5 milhões. Segundo o relator-geral do Orçamento, deputado Magela (PT-DF), os parlamentares têm usado essas emendas para obras importantes na região onde atuam.
"Às vezes R$ 500 mil ou R$ 400 mil em um pequeno município pode fazer uma obra importantíssima para aquela cidade. É a forma de o dinheiro federal chegar nos pequenos municípios. Além disso, é transparente. A emenda individual tem CPF, impressão digital, nome, endereço. É mais fácil e até mais tranquilo de você ter transparência e essa é uma questão importante no Orçamento".
Magela disse que acatou a reivindicação dos estados exportadores e que o restante ainda depende de adequação.
Para aumentar o valor das emendas individuais, Magela cortou recursos das emendas de bancadas esta…

Negretti é dispensado por indiciplina

Imagem
Negretti é dispensado por indiciplina - 12/11/2009


Por: Equipe TimbuNET

O zagueiro Negretti não é mais jogador do Náutico. O jogador teve um desentendimento com o médico Paulo Regueira e acabou sendo dispensado. Segundo o presidente Maurício Cardoso, Negretti desrespeitou o departamento médico agredindo verbalmente o médico o chamando de incompetente. A decisão teve o aval do técnico Geninho.  Por outro lado, o técnico já terá à sua disposição os zagueiros Asprilla e Cláudio Luiz. Ambos treinaram normalmente na tarde de ontem e já se mostraram recuperados de suas lesões. Derley, que também era dúvida, treinou e pode ser mais um reforço para enfrentar o Flamengo.

LEIA MAIS SOBRE O NÁUTICO
Presidente mostra indignação com alteração do horário
Náutico treina mais cedo, porém, em vão

Congresso aprova mais verba para educação

Imagem
O Congresso Nacional promulgou, em sessão solene, nesta quarta-feira, 11, em Brasília, a Emenda Constitucional nº 59, que determina o fim gradual da incidência da desvinculação das receitas da União (DRU) sobre os recursos federais para a educação até a extinção do mecanismo, em 2011. Desde 1994, a desvinculação retira 20% do total dos recursos que deveriam ser destinados obrigatoriamente à educação. Com a emenda, esse percentual cai para 12,5% no exercício de 2009 e diminuirá para 5% em 2010. Não haverá mais a incidência a partir de 2011. Assim, serão cerca de R$ 9 bilhões a mais no orçamento da educação. Além da revinculação dos recursos para a área, a emenda determina a ampliação da obrigatoriedade do ensino a todas as etapas da educação básica. Hoje, as matrículas são obrigatórias dos seis aos 14 anos de idade. A emenda constitucional prevê a universalização do atendimento também na educação infantil e no ensino médio, ao ampliar a obrigatoriedade aos alunos entre quatro e 17 anos…