Fim da Equipe Honda na F1

Após anunciar a desistência da Honda da Fórmula 1, o presidente da montadora, Takeo Fukui, fez questão de se desculpar com Jenson Button.

“É uma vergonha e lamento profundamente por Jenson Button, mas nossa situação financeira nos deixou sem escolha”, disse o executivo, que não fez nenhuma menção à Rubens Barrichello, companheiro de equipe do inglês.

Fukui ainda comentou sobre as reações dos dirigentes da equipe e do próprio Button, que tem o seu futuro complicado na F-1.

“Ainda não falei com Jenson, então não sei qual foi a sua reação (ao anúncio). Ross (Brawn) e Nick (Fry) ficaram extremamente desapontados, mas foram muito profissionais. Ambos entenderam o motivo que nos levaram a fechar a equipe”, declarou à agência de notícias Reuters.

Vale ressaltar que, além de Barrichello, a decisão da Honda afeta outros dois brasileiros: Bruno Senna, que realizaria novos testes pela equipe, e Lucas di Grassi, que havia testado pelo time em novembro.


Fonte: quatrorodas.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Discurso descerramento de placa Mario Jorge

Prefeitura de Teresina homenageia o comerciante Antonio Zilmar Galdino

Encontro Matrimonial Mundial